Edimburgo é a capital da Escócia, uma nação famosa pelo seu adorado xadrez e pelos melhores whiskeys do mundo, além do som da gaita de foles. Edimburgo é um dos destinos de férias mais populares de todo o mundo.

Edimburgo é muito conhecida por seu festival internacional e pelos festivais alternativos que acontecem todo ano em agosto. É nesse momento que os nomes de alguns dos melhores comediantes do mundo aparecem pela primeira vez.

No último evento foram 53.232 apresentações de 3.398 shows em aproximadamente 300 locais diferentes. Mas Edimburgo é mais do que seus festivais, e tem muito mais que atrações maravilhosas para oferecer.

Quando as pessoas passam um tempo no Reino Unido, elas não sobem para o Norte além de Londres. Mas desviar da Escócia e perder esta cidade magnífica seria um erro crasso! Acompanhe, a seguir, as principais razões para visitar Edimburgo, independente da época do ano:

A Experiência no Castelo de Edimburgo

Você não pode ir ao Reino Unido e não visitar um ou dois castelos pelo menos, e existem pouquíssimos mais icônicos e fotogênicos do que o Castelo de Edimburgo. O Castelo fica no topo de um monte e domina todo o céu da cidade: são poucos os lugares de onde você não consegue ver o avultamento do castelo à sua frente.

Ninguém sabe exatamente quando o primeiro castelo foi construído nesse local, mas sabe-se que algumas partes do terreno são extremamente antigas, como os colonizadores que viveram na pedra durante a Idade do Bronze.

O Castelo de Edimburgo foi construído sobre a gigantesca Pedra do Castelo, tão icônica quanto o castelo em si, e parte de um vulcão antigo extinto.

O castelo foi considerado um local importante para a família Real Escocesa e um símbolo de liberdade para o povo escocês: sua posse mudou de mãos várias vezes durante as Guerras da Independência entre a Escócia e a Inglaterra durante os séculos XIII e XIV.

Mas e hoje? Bem, hoje o Castelo de Edimburgo é o ponto turístico mais popular da Escócia, e não pode deixar de fazer parte do itinerário de ninguém que vai para lá. Os visitantes podem explorar o castelo, apreciar suas vistas de suas muralhas, e curtir um dos vários eventos animados que acontecem dentro do castelo o ano todo.

Se você visitar Edimburgo em agosto, certifique-se de reservar ingressos para o famosíssimo Royal Edinburgh Military Tattoo: essa exibição incrível traz músicos e artistas de todo o mundo, sendo o foco principal a gaita de foles.

Se você conseguir ingressos para essa apresentação (elas são bem requisitadas), eu garanto para você que esse será o ponto alto da sua viagem!

Mas e se você tiver fome durante a visita? Também tem as salas de chá e restaurante tradicionais escoceses (altamente recomendados) dentro das muralhas do castelo. Se você adora gastronomia, história ou música, o Castelo de Edimburgo tem muito a oferecer.

Andar pelo Royal Mile

A Royal Mile á a rua principal de Edimburgo. Por lá você encontra diversas atrações turísticas, lojas e restaurantes. O percurso natural da Royal Mile (feito ao longo do coração da cidade) foi na verdade esculpido por um vulcão já extinto.

Se você estiver procurando um hotel bem localizado, a Royal Mile é o lugar perfeito. Além de hotéis de rede populares, como o Radisson e o Hilton, você também encontra hotéis mais excêntricos locais.

Se você passar uma ou duas noites em Edimburgo, esse é o ponto perfeito para começar a explorar a vida noturna (e claro, o lugar ideal para curtir uma ou duas doses de whiskey).

Arquitetonicamente falando, quase todas as construções nesta rua são interessantes e valem o passeio. Um destaque especial é a Catedral St. Giles. Ela é conhecida como o coração físico e espiritual de Edimburgo, um ícone de fácil identificação.

Em sua atual versão, a catedral foi construída originalmente nó século XIV, e durante o século XIX quase todo o seu vidro foi substituído por vitrôs. Seu vitrô é mais um exemplo excepcional da arte que vale a pena ser vista na catedral.

Se são os prazeres típicos do turismo que chamam a sua atenção, então Edimburgo é o destino para você: você pode tirar uma foto em uma típica cabine telefônica vermelha inglesa, fazer um tour em um ônibus pela cidade, e curtir um passeio pela Royal Mile aprendendo mais ainda sobre este destino fascinante.

Abraçar a Cultura da National Gallery

A National Gallery da Escócia é um lugar maravilhoso para visitar se você gosta mais de aprender sobre a arte e a cultura dos lugares que você visita. Não há nenhum lugar melhor na Escócia para estimular a incrível criatividade de seu povo.

A National Gallery da Escócia é considerada uma das melhores galerias de arte no Reino Unido (e com certeza a melhor galeria fora de Londres) que oferece uma alta gama de retratos e esculturas permanentes, assim como exibições que alternam regularmente.

A galeria também oferece entrevistas e palestras de artistas locais e visitantes, o que é perfeito para alimentar a sua mente e sua alma (assim como o seu estômago) durante a viagem. É um destino realmente perfeito para o estímulo intelectual.

Se você estiver visitando Edimburgo e não puder gastar muito, você vai gostar muito de saber que a National Gallery da Escócia tem entrada franca, o que deixa o seu dia perfeito se você precisar controlar cada centavo (e um ótimo lugar para visitar se você se deparar com o mau tempo típico da Escócia)

Subirao Trono de Arthur

Se você já leu o livro (ou viu o filme) Um Dia, você já está familiarizado com o Trono de Arthur. Se não, esse se localiza sobre um vulcão inativo situado no fim do Holyrood Park, onde você pode escalar até o topo e apreciar as vistas incríveis de toda a cidade.

Se você curte uma trilha ou caminhada, eu imagino que você já esteja entusiasmado com a oportunidade de colocar os seus tênis mais confortáveis nos pés e sair andando, mas se você não é muito fã de atividades ao ar livre, não tem problema: a caminhada ao topo é muito mais fácil do que parece!

O Trono de Arthur localiza-se ao leste da cidade, a mais ou menos 1 milha do Castelo de Edimburgo. Porém, você não precisa ir andando do castelo até o topo se não quiser: O transporte público de qualidade de Edimburgo permite que você pegue um ônibus ao parque logo abaixo do topo.

A mini-montanha fica a 251m acima do nível do mar e (se você não quiser ficar parando para admirar a vista), é possível chegar ao topo em pouco mais uma hora.

Vale a pena mencionar que, embora o Trono de Arthur seja tecnicamente um vulcão, ele está completamente inativo e não tem erosão há aproximadamente 200 milhões de anos, portanto, você não precisa se preocupar com sua erupção durante a sua visita!

Quer saber por que o vulcão tem esse nome? É uma boa pergunta, e uma pergunta para a qual não há uma resposta concreta. Mas William Maitland propôs que o nome é uma corruptela da frase gaélica “Àrd-na-Said”, que, grosso modo, significa “Height of Arrows”, ou “Altura das Flechas”, em português. Ao longo dos anos, esse nome acabou se tornando Trono de Arthur (Arthur’s Seat, em inglês), como conhecemos hoje.

Outra atividade excelente em Edimburgo que você pode fazer sem custo, esse lugar é perfeito para dar uma revigorada (às vezes por conta da ressaca do whiskey) e queimar umas calorias extras que você sem dúvida vai consumir graças à alta gastronomia escocesa.

Explorar o Royal Yacht Britannia

Se você adora tudo a respeito da realeza e tem uma queda pela Monarquia Britânica, um passeio ao Royal Yacht Britannia é inegociável. Entre 1954 e 1997, esse era o iate oficial da Rainha Elizabeth que servia como sua residência flutuante.

Você pode entrar no iate mesmo e explorar todos os cômodos, suas salas de jantar opulentas e até visitar o quarto da Rainha! Líderes mundiais da história como Sir Winston Churchill, Nelson Mandela e Rajiv Gandhi visitaram e jantaram no iate. E agora você também pode.

Alguns dos destaques de minha preferência de uma viagem de iate incluem a chance de ver:

  • A comida! Assim como a deliciosa sala de chá (que oferece bolos e sanduíches de nível Real), você também pode experimentar o fudge caseiro na loja de doce NAAFI a bordo. Uma vez que você experimente, será difícil comer outro caramelo de novo!
  • Se você adora carros, você vai adorar o Rolls-Royce Phantom V que você pode encontrar a bordo. Esse é o carro favorito da Rainha, e que costumava viajar no Britannia com ela.
  • Outra coisa que não dá para perder se você curte engenhocas e motores é a polida sala de máquinas, que faísca e brilha com precisão. Veja o motor verdadeiro usado para alimentar essa embarcação incrível.

Nos últimos cinco anos, o Royal Yacht Britannia ganhou o prêmio de melhor atração turística de Edimburgo. Assim como ver o iate original em carne e osso, você também pode explorar sua réplica de Lego de mais de 3 metros de altura (quem não gosta de reviver sua infância e brincar de Lego?).

Pode não ser uma atração óbvia para visitar, e pode não parecer muito legal logo de cara, mas visitar o Royal Yacht Britannia é uma maneira maravilhosa de passar uma tarde em Edimburgo.

Comer como um escocês

Quanto pensamos nas mais altas gastronomias do mundo, a comida escocesa pode não vir à mente tão rapidamente quanto a gastronomia francesa, italiana ou indiana. Aliás, a comida escocesa e inglesa carregam a reputação de serem gordurosas, indigestas e relativamente sem sabor. Mas essa reputação é completamente injusta.

A comida escocesa é deliciosa. E quando você estiver na Escócia, se você quiser de fato experimentar tudo que o país tem a oferecer, você precisa comer como um escocês.

Comece o seu dia com um café da manhã escocês completo. Ele é composto por ovos fritos, fatias grossas de bacon, bolinho de salsicha (eles parecem hambúrgueres quadrados, mas são feitos de carne de porco temperada), fatias de chouriço (na Escócia, elas são conhecidas como “black pudding”), cogumelos, feijão assado, tomate grelhados e panquecas de batata farinhentas.

Pode não parecer apetitoso, mas junte coragem e experimente o chouriço: você vai se surpreender bastante. Feita com sangue de porco, gordura, aveia, cevada, temperos, tudo colocado dentro do intestino do porco, você vai se surpreender com o sabor e a simplicidade dessa iguaria.

Se você preferir algo mais leve e mais saudável para o seu coração, experimente uma tigela de mingau de aveia escocês bem quente. Os escoceses inventaram o mingau, e eles sabem como fazer o seu mingau de aveia ficar cremoso e delicioso.

Longe da mesa do café da manhã, as iguarias escocesas que você deve procurar são os haggies (vísceras de ovelha ou bezerro misturadas com sebo, aveia e temperos, fervidas em um saco), tablet escocês (uma versão do fudge saborosa e crocante), salmão defumado e bangers and mash (linguiça e batata).

O legendário poeta escocês Robert

 

 

Burns homenageou o haggis, incluindo-o em seu trabalho, que é hoje considerado o prato oficial do país. Geralmente servido com purê de legumes, tipo nabo, embora possa não parecer particularmente apetitoso, seria uma pena ir à Escócia e não experimentar esse prato emblemático!

Abraçar os Escoceses

Para fechar, uma das coisas que fazem da Escócia um ótimo lugar para visitar em férias são as pessoas. Os escoceses são engraçados, simpáticos e receptivos. Com certeza você encontrará pessoas muito peculiares que marcarão a sua viagem.

Embora muitos visitantes admitam ser difícil entender o ritmo do sotaque escocês inicialmente, você logo se acostuma e até gosta do sotaque deles. O sotaque escocês é frequentemente votado como o mais amigável, confiável e tranquilizante de toda a Bretanha.

Então como saber se uma pessoa é escocesa? O sotaque deles em geral entrega. Você também percebe quem é escocês de cara pelas roupas que eles usam.

É comum ver homens escoceses de kilt (particularmente em Edimburgo, onde a peculiaridade atrai os turistas). Vale a pena notar que o ‘verdadeiro escocês’ não usa cueca por baixo do terno, deixando seus ‘cavalheiros’ livres e soltos!

Você gosta de colocar um lugar badalado frequentado por celebridades no itinerário de férias? Bom, os residentes mais famosos de Edimburgo no momento incluem: o ex Primeiro Ministro Tony Blair, J.K Rowling, a autora de Harry Potter, o medalhista de ouro das Olimpíadas Chris Hoy, e o ator Robert Cavanah.

Conclusão

Edimburgo é uma cidade rica em história, que oferece muita coisa para ver e para fazer. Você pode passar duas semanas inteirinhas por lá e ainda assim não experimentar tudo que Edimburgo tem a oferecer. É o tipo de destino que as pessoas escolhem visitar sempre.

Como um nerd assumido, eu adoro ficar em Edimburgo. É um lugar maravilhoso para aprender mais sobre o passado diverso da Grã-Bretanha e o castelo é sempre o ponto mais alto da viagem para mim. Além do mais, as pessoas, são extremamente amigáveis e a comida (embora nem sempre saudável) é sempre deliciosa.

Se você estiver buscando um lugar diferente para visitar nas suas próximas férias, Edimburgo é uma ótima escolha, independente da época do ano.


Thank You. Download Now