Berlim é uma cidade linda e um dos meus destinos de viagem preferidos em toda a Europa. É uma cidade muito autêntica, que oferece a seus visitantes uma combinação estimulante de glamour e determinação.

Minha fascinação por Berlim vem principalmente do fato de eu adorar história, e Berlim é uma cidade realmente rica em termos de herança cultural. Mas também é uma cidade que sempre tem algo a oferecer, independentemente do interesse de cada um.

Se você quer se divertir, comprar e ver moda, se deliciar com a gastronomia ou até ter uma experiência em um spa de luxo, em Berlim você pode encontrar tudo isso.

A seguir, vou mostrar um pouco das minhas preferências de coisas para ver e fazer em Berlim, que vão fazer da sua visita um momento inesquecível:

Vá ao Zoológico de Berlim

Quer ver mais de 20 mil animais diferentes em um só lugar em um só dia? O Zoológico de Berlim é o zoológico mais antigo da Alemanha, além de que abriga a maior variedade de espécies de todo o mundo. Se você quiser ver animais em cativeiros, não há lugar melhor para visitar em toda a Europa.

O Zoológico de Berlim é um dos lugares fora da China em que é possível ver o raríssimo urso Panda Gigante e, ainda que muita gente não concorde com o conceito do zoológico, o que destaca o Zoológico de Berlim é o tamanho das áreas abertas naturais em que cada animal vive.

Ele têm a sorte de estar em um espaço de tamanho generoso que remonta seu habitat natural de forma bastante fidedigna. Se você estiver viajando para Berlim com crianças, não tem lugar melhor para visitar se você quiser educá-las a respeito do mundo que as cerca, além de ser um lugar perfeito para relaxar, pelo fato de ser um ambiente aberto e seguro.

Não Deixe De Ver o Checkpoint Charlie

Você curte detalhes sobre a Guerra Fria? Então uma visita ao Checkpoint Charlie e ao Mauer Museum é essencial se você for a Berlim!O Checkpoint Charlie foi o principal ponto de entrada para visitantes cruzando a Cortina de Ferro para o leste de Berlim durante a divisão da cidade. O Checkpoint Charlie é, portanto, um ótimo começo se você quiser aprender mais sobre o Muro de Berlim.

O Checkpoint Charlie chamou a atenção de todo o mundo em 1961, pois foi lá que os tanques de guerra russos e americanos ficaram posicionados em, como se acreditava na época, demonstração de força e agressão que poderia dar a início a uma nova guerra.

A aparência e a sensação causada pelo Checkpoint se manteve, o que quer dizer que quando você visitar o local, ele estará exatamente igual a quando as pessoas tentavam cruzar para o leste da Alemanha durante a Guerra Fria.

O museu anexo ao local também é um lugar fascinante de se visitar, pois compartilha relatos de indivíduos que escaparam (ou tentaram escapar) por cima do muro, além de abrigar as lembranças desta época.

Visite o Campo de Concentração Sachsenhausen

Apesar de Berlim ser uma cidade maravilhosa com pessoas receptivas e cordiais, além de sua vida noturna incrível, seria impossível falar de sua herança cultural sem mencionar o impacto da Segunda Guerra Mundial na cidade.

Uma das minhas experiências mais fascinantes e de peso histórico em Berlim foi a visita ao campo de concentração Sachsenhausen, em Oranienburg, que fica a apenas 30 minutos do centro da cidade.

Sua localização próxima à capital significava que o campo de Sachsenhausen foi bastante utilizado para abrigar prisioneiros políticos. Porém, entre 1936 e 1945, mais de 100 mil judeus, comunistas, intelectuais, ciganos e homossexuais foram mortos por lá.

O campo continua intacto em sua maior parte, sendo uma oportunidade para os visitantes verem como as pessoas abrigadas ali viveram e morreram. Algumas das edificações foram preservadas em sua original, incluindo os quartéis, e um departamento de patologia onde os nazistas realizavam seus experimentos médicos nos reclusos.

Embora seja difícil descrever uma visita a um campo de concentração como experiência divertida ou prazerosa, é sem dúvida uma experiência de que você jamais se esquecerá, e algo que eu acredito que todo mundo deva fazer um dia. Entender como tais atrocidades foram permitidas em primeiro lugar é o primeiro passo para não deixar que elas aconteçam de novo.

Aprenda Mais Sobre a Segunda Guerra Mundial

Quer aprender como a Segunda Guerra Mundial afetou os cidadãos da Alemanha e da Europa em geral, mas sem sair da cidade? O Memorial dos Judeus Mortos na Europa fica no centro de Berlim pertinho do Portão de Brandemburgo e é um memorial moderno incrível mesmo.

O memorial foi projetado pelo artista Peter Eisenman e foi recebido de maneira extremamente controversa quando foi criado. Compreende 2.700 lajes de concreto dispostas em um gradeado aparentemente infinito por 20 mil metros quadrados de concreto.

Cada uma das lajes foi feita em tamanho diferente propositalmente para assim dar ao visitante uma sensação de confusão e desorientação, ajudando-os a ter ideia da confusão e a falta de controle resultante da vitimização.

Na esquina do memorial há um centro de informações subterrâneo, onde você pode aprender mais sobre as vidas dos Judeus que viveram na Alemanha antes e durante a Guerra e o que aconteceu com suas famílias. É algo extraordinário, assombroso e extremamente educativo ao mesmo tempo.

Dê uma volta pelo Portão de Brandemburgo

Este pode não ser o tipo de atividade que as pessoas locais gostariam de fazer, mas se você quer explorar o coração da histórica Berlim com estilo, por que não pensar em uma volta em uma carruagem com cavalo pelo Portão de Brandemburgo?

O Portão de Brandemburgo é considerado o monumento mais icônico da cidade há muito tempo. Localizado na terra de ninguém entre o leste e o oeste da Alemanha durante a Guerra Fria, o Portão de Brandemburgo é considerado o símbolo definitivo de Berlim, além da divisa e unificação da cidade.

O Portão de Brandemburgo foi construído durante o reinado de Friedrich Wilhelm II, no século XVIII, e é feito de uma multidão de colunas neo-romanas. É realmente uma obra arquitetônica cuja escala não pode ser compreendida corretamente em fotografias.

Uma das melhores maneiras de ver esse monumento é contratando o serviço de carruagem a cavalo que fica em busca de fregueses nas calçadas da redondeza.

Por que não curtir o local ao anoitecer? Durante os meses de inverno a carruagem leva lã grossa e cobertores de peles, o que significa que além de apreciar a vista, você também pode se aquecer do frio de inverno. É uma experiência muito agradável!

Visite a Ilha dos Museus

Uma das melhores coisas sobre visitar uma nova cidade, particularmente uma cidade como Berlim, é ter a oportunidade de curtir seus museus excepcionais e a variedade de artefatos históricos escolhidos para guardar e colocar à mostra.

Em Berlim, três dos museus mais famosos do país – Museu de Pérgamo, Museu Altes e o Museu Bode – estão localizados na pequena ilha no coração da cidade. Sua localização é boa, e o passe aos museus é disponibilizando para todos os turistas. Assim, é possível curtir os três museus em um só dia.

Aqui você vai curtir bastante arte impressionista, uma das maiores coleções com foco na Egiptologia europeia, e a riqueza da história local também. As edificações foram destruídas durante a guerra, e também é bacana ver áreas onde os estragos foram conservados deliberadamente.

Mesmo que você não escolha visitar nenhum desses museus, a Ilha dos Museus é um ótimo lugar para caminhar, apreciar a vista da cidade e arquitetura de qualidade.

Abrace a Vida Noturna

Berlim tem uma reputação merecida por sua vida noturna onde vale tudo, e se você estiver passando pelo menos uma noite em Berlim, nada de ficar no hotel assistindo a um filme ou qualquer coisa assim. Não desta vez! É hora de sair e se divertir!

Não importa que tipo de coisa você curta, em Berlim você vai encontrar de tudo. A diversidade da cidade é muito mais ampla do que a gente imagina.

Desde pubs tradicionais que servem cervejas de primeira até bares de vinho super sofisticados. Desde bares independentes sujos até locais de música ao vivo de todos os tipos. E se você procura algo realmente diferente, você vai achar festas tão alternativas que nem os próprios organizadores sabem onde elas acontecerão até uma hora antes de a festa começar de fato.

Prefere algo mais natural, diferente e tipicamente alemão? Um dos meus lugares noturnos favoritos se chama Berghain. É uma central elétrica que comporta até 1500 pessoas e ética de design industrial bastante intransigente. Imenso, prático e sério. Vá ao Berghain e você vai se divertir até de manhã.

Vá às Compras

Desde a queda do muro, Berlim se tornou uma Meca para quem busca moda alternativa e exclusiva. Em Berlim você encontra um grande número de butiques chiques que vendem marcas de designers alemães independentes, assim como marcas internacionais de primeira que você já conhece e adora.

Fazer compras em Berlim, porém, é diferente de fazer compras em outros centros de moda europeus, como Londres ou Paris. A cidade é mais comprometida ao seu estilo próprio, e as áreas de comércio tendem a ser mais ecléticas.

Como você pode ver na placa acima, você encontra butiques de alta qualidade ao lado de uma oficina de bicicletas e lojas de lembrancinhas baratas para turistas. Isso torna as compras em Berlim uma grande diversão porque você nunca imagina o que vai encontrar em seguida!

Está em busca de inspiração para compras durante a sua viagem? Vá a Kurfuerstendamm, que fica na zona oeste da cidade. Lá você vai encontrar ruas e ruas de marcas do dia a dia famosas e marcas renomadas também.

Alternativamente, se você estiver buscando uma parada em uma loja que dê conta de todas as suas necessidades, procure a KaDeWe (Kaufhaus de Westens), que é a maior loja de departamento no continente da Europa e que fica no centro de Berlim.

Além de coleções de designers como Gucci e Louis Vuitton, a KaDeWe também oferece uma praça de alimentação deliciosa perfeita para descansar as pernas e se abastecer. Você com certeza vai achar o supermercado gourmet delicioso. Ele oferece comida e iguarias alemãs maravilhosas que são perfeitas para trazer para casa.

Coma Nos Mercados de Natal

A Alemanha é um país que realmente desperta no Natal, fato principalmente devido aos seus famosos mercados por todo o mundo. Enquanto as temperaturas estão baixas (e é provável ver neve) os mercados de Natal dispostos pela cidade mostram que o Natal continua sendo o momento favorito para ir a Berlim.

O primeiro mercado de natal aconteceu em Bautzen em 1384, antes de se espalhar pelo país e depois para o resto do mundo. Existem dezenas de mercados de Natal diferentes por Berlim.

O mercado de Natal tradicional na Alemanha é um lugar onde as pessoas se encontram e apreciam taças deliciosas de vinho quente ou canecas de cerveja alemã. Por lá você também encontra fileiras e mais fileiras de barracas vendendo comidas típicas de lamber os beiços.

Visite o mercado de Natal de estômago vazio e grande apetite, e não faça planos para o jantar! Salsichas alemãs deliciosas, castanhas caramelizadas e o autêntico gingerbread, batatas fritas mergulhadas em tanques enormes de maionese temperada.

Pode não ser particularmente saudável, mas esta é a comida alemã reconfortante na sua melhor forma, e uma vez que você experimente, você nunca mais vai querer parar. Na minha última viagem a Berlim no Natal, eu comi nos mercados de Natal da cidade todas as noites e não consegui comer em restaurante nenhuma vez. Mas eu não me arrependo!

Alguns dos mercados de Natal modernos incorporaram as atrações de alta velocidade e emoção dos parques de diversão, que são uma maneira perfeita para que adultos e crianças viciados em adrenalina extravasem e fiquem famintos. Andar em rodas gigantes ao anoitecer é ótimo para ver o horizonte da cidade (e escolher a próxima barraca de comida!)

Seguindo a Lei à Risca

Para fechar, é importante lembrar da etiqueta e das regras vigentes em Berlim, uma vez que entendê-las e segui-las deixará a sua viagem muito mais prazerosa. A Alemanha é conhecida por sua eficiência e dedicação quando o assunto é seguir as regras, e isso não poderia ser mais verdadeiro.

Um grande exemplo disso são as atitudes públicas em relação ao que pode ser chamado de “pequenos incômodos” em outros países, como atravessar fora da faixa e reciclar. Jogar lixo na rua ou atravessar no farol vermelho pode causar olhares e comentários bastante severos de berlinenses, além de atrair a atenção de oficiais da região.

O transporte público na cidade também funciona de maneira bastante honesta: as catracas são abertas e você pode passar direto, mas espera-se que você compre a passagem antes de embarcar, tanto nos ônibus locais quanto no U Bahn (o sistema de metrô de Berlim).

Cuidado: os inspetores poderão emitir multas de até 60 euros se você for pego sem a passagem.

Um lado positivo de Berlim é o fato de a cidade ser incrivelmente receptiva e tolerante com pessoas de histórias diferentes, e esses direitos e liberdades também são protegidos por lei. Você vai perceber isso especialmente quando você for sair à noite: A vida noturna em Berlim tem mesmo uma atitude de “vale tudo” que é divertida e estimulante.

Conclusão

Eu adoro Berlim e não posso pensar em nenhum outro lugar que eu preferiria visitar para um período de mini férias, especialmente durante os meses de inverno. Embora outras cidades europeias pareçam adormecer quando o frio chega, Berlim simplesmente desperta.

Se você estiver planejando uma viagem a Berlim, por conta da quantidade de coisas para ver, eu recomendo que você faça um bom itinerário e planeje as coisas que você quer ver e fazer tanto quanto possível: senão, você não vai conseguir fazer tudo!

Até mesmo se você não curte história, não perca as atrações históricas de Berlim. Você vai ficar descrente com a quantidade de coisa que você vai aprender e com a nova perspectiva do mundo que esse conhecimento vai proporcionar a você.

E, sobretudo, não se esqueça de se divertir! Porque viajar para Berlim é isso: se divertir e abraçar quem você é de verdade.


Thank You. Download Now